terça-feira, 9 de janeiro de 2018

PARABÉNS SÉRGIO!


Sei que o que vou escrever, são as chamadas "frases feitas", sei também que só são frases feitas porque o Amor de Mãe é na realidade único, nada nem ninguém, consegue explicar esse Amor, simplesmente porque é um Amor incondicional, um Amor, sublime e único!

 Depois que somos Mães e eu só o fui uma vez, a nossa vida jamais fica igual, aprendemos e ser generosas, ou a ser mais generosas, aprendemos, a dividir, a dar o melhor de nós crescemos como ser humanos pelo simples facto de querermos que esse Alguém que nasceu de nós, seja um ser humano melhor que qualquer outro. Aprende-se que o Amor é dar sem receber nada em troca é sentir que damos tudo pela sua felicidade. A vida nunca mais é a mesma é sem dúvida muito mais partilhada.
E são sempre os "nossos meninos", queremos sempre ter umas "asinhas" por baixo para os proteger e só os queremos ver felizes, eu sou assim, ele estando bem eu estou bem a felicidade dele é e será sempre a minha felicidade.

 Tudo isto para lhe dar os parabéns... parece que ainda nasceu ontem, (sintoma de Mãe :D) e já passaram 32 anos! Sinto orgulho no adulto que ele é, no jovem e na criança que foi, sempre um ser humano incrível, amigo do seu amigo, responsável, metódico cumpridor e leal. Não é por ser meu filho que o escrevo simplesmente é a realidade, se não fosse, não o escrevia, remetia-me ao silêncio.

PARABÉNS meu filho e sempre que precisares, estou e estarei para ti, incondicionalmente...

<3 nbsp="" p="">


domingo, 31 de dezembro de 2017

sexta-feira, 29 de dezembro de 2017

segunda-feira, 25 de dezembro de 2017

71 M E S E S

E tanto para te contar...
Mais um dia, de Natal, mais um dia de saudade!
Lembro o último que passaste connosco, tão triste, tão doloroso!

segunda-feira, 18 de dezembro de 2017

segunda-feira, 4 de dezembro de 2017

KIKO

 Hoje é mais um dia triste a juntar aos muitos que já vivi!

Ele era simplesmente um gato, de nome Kiko, para mim humano o suficiente por ter sido um grande grande conforto nas horas de solidão e dor, "testemunha" silenciosa, uma espera amistosa e calma, um companheiro leal e carinhoso. A minha, a nossa casa está triste, vazia, cinzenta e principalmente silenciosa! estiveste sempre ao meu lado durante os 16 anos que aqui vives-te, não conheces-te outra família, mas sei que foste feliz,.!

Deste-me mais, muito mais do que eu alguma vez sonhei dar-te vou sentir a tua falta, a falta do teu ronronar, a falta da tua companhia no sofá, a falta de partilhar contigo uma colherzinha de yogurt que tanto gostavas! descansa em paz e sei que jamais te esquecerei, estás no meu coração, na tua "gaveta" para sempre!

N: 25-04-2001
F: 04-12-2017

Sacos eram uma "perdição"